domingo, 26 de maio de 2013

Resenha Comer, Rezar, Amar (livro)

Olá pessoinhas bonitas, vamos com mais uma resenha?

Nome original: Eat, Pray, love
Autora:Elizabeth Gilberth
Editora: Objetiva
Onde comprar? aqui (por R$ 44,90) ou aqui (R$ 44,90)

Sinopse: "Quando completou 30 anos, Elizabeth Gilbert tinha tudo que uma mulher americana moderna, bem-educada e ambiciosa deveria querer um marido, uma casa de campo, uma carreira de sucesso. Mas não se sentia feliz: acabou pedindo divórcio e caindo em depressão. "Comer, Rezar, Amar" é o relato da autora sobre o ano que passou viajando ao redor do mundo em busca de sua recuperação pessoal. O livro ganhou uma versão para o cinema em 2008, com Julia Roberts no papel principal."



  Costumo dar uma palavra para cada livro que leio, uma forma de "resumir" ele, e a única palavra que consegui achar pra esse foi : "monótono". Comprei ele no sebo, por apenas R$ 10,00, e já que todo mundo tava falando resolvi que seria interessante ler, que triste ideia. Na verdade ele estava guardado e li por que era da lista de livros que tinha que ler para escola, e reclamei tanto que a professora tirou ele da lista pro próximo ano.

  A história gira em torno da autora Elizabeth, é como um diário de viagem, mas senti uma leitura tão pesada e sem vida, quando lemos, principalmente histórias reais, queremos sentir o que o personagem passa, queremos ser amigos deles, entrar em sua mente. Mas a impressão que tive foi que ela escreveu o livro apenas por que a editora ajudou na viagem. Sinto que li, li e li e no final sei muito pouco da viagem.

  Na verdade, em muitos momentos, parei para pensar que talvez esse livro fosse pra outra faixa etária, ou para alguém com uma mentalidade diferente da minha, e talvez seja isso mesmo, mas não posso negar que só ocorre desgraça na vida dessa mulher, e que ela faz tudo virar um drama. E as vezes ela bate na mesma tecla matade do capítulo e de repente esquece aquilo e simplesmente tira o personagem relacionado da história.

  A história é dividida em 3 capítulos, um sobre a Itália, outro da Índia e o ultimo da Indonésia (todos com "I" haha) e isso foi interessante, pois fiquei numa relação de amor e ódio com essa forma de escrita, por um lado não tem muita continuidade, por outro conseguimos diferenciar bem todos os lados da personagem. E ver que o principal foco dela era o religioso, e isso não me agradou muito, não sou religiosa nem nada, mas ela exagera, algumas partes são tão surreais e exageradas que dá vontade de pular, OK todos os livros tem que dar uma apimentada na história, mas passou um pouco dos limites.

Enfim, acho que meu principal problema foi com a autora, o jeito de escrita, e o fato de não ter me identificado de nem um jeito com a história. Mas adorei conhecer outras culturas, saber o que os Indonésios falam de pessoas que nasceram na quinta-feira (como eu) e as lindas viagens e comidas (SEMPRE), a belíssima gorda Itália, a espiritual Índia e o povo de Bali. Recomendo para quem adora livros da sessão de auto-ajuda (que devia ser a sessão desse livro), confesso que quase larguei na metade, mas eu não conseguiria, passou a ser só mais um livro na minha lista. Ah e não vi o filme, mas já me dizeram que é ruim, mas diferente do livro, então quem sabe? Mas não me animei nadinha, ainda mais que não tenho paciencia com filmes.

E é isso por hoje,
alguma dúvida, sugestão, ideia, opinião será MUITO bem vinda aqui nos comentários e voltem por que sempre respondo, e desculpe o fato de nunca postar,

e até mais ver,

Bruna



7 comentários:

  1. Caramba, não sabia que o livro era tão chato. Obrigada por avisar, depois dessa resenha não lerei rs. Tem livros que não dá para aguentar mesmo, ainda mais sendo história real.

    http://nerdicesdeumagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu odiei a escrita dela, sério, parei na página 62 eu acho. Não rolou pra mim.

    http://clicandolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Uma amiga minha começou a ler e não gostou. Vou ser sincera que nem o filme me interessou muito, mesmo sendo com a Julia Roberts, que eu adoro, rs
    bjus
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Hahah Depois v~~ao ler e dizer que falei demais, é a minha opinião OK? E de um monte de resenhista e dos comentários abaixo.
    É muita ladainha para um livro só

    @Andressa Oliveira

    ResponderExcluir
  5. Sim isso me incomodou bastante também, mas não gosto de julgar a autora por que não sei ler em inglês que é o idioma q foi escrito hehe
    Mas eu não consigo para um livro do nada, levo como desafio pessoal

    @Lú Miranda

    ResponderExcluir
  6. Eu nunca vi o filme, mas não teria mais coragem de perder tempo hahah
    Minhas amigas que leram também não gostaram, só uma ,mas deve ter alguma coisa haha
    @Bru Souza

    ResponderExcluir
  7. Bruna querida que pena que o libro nao funcionou para vc. Acredito que os livros tocam as pessoas de forma diferente e essa é a graça da coisa. Eu adorei tanto o livro quanto o filme. Eles tem uma linda mensagem. Conta a historia de uma escritora que aparentemente tinha tudo mas se sentia vazia e de repente resolve jogar tudo pro ar e correr atras do auto conhecimento e dos prazeres da vida e ao longo do caminho ela vai conhecendo as historias de vida das pessoas. Achei linda aquela parte que ela consegue dinheiro para construção da casa de uma mulher na Indonesia.
    Enfim gostei tanto que li a seqüência Comprometida, onde ela fala sobre o casamento (mitos, origens etc).
    Minha linda a dica é antes de comprar algo buscar bastante informações antes e nao ser guiada apenas pelo preço. Cuide-se!!!!

    ResponderExcluir